Memória e Educação dos sentidos em Walter Benjamin

  • Priscilla Stuart da Silva Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina

Resumen

Este artigo pretende explorar a noção de educação dos sentidos nos ensaios Diário de Moscou e Infância berlinense: 1900, de Walter Benjamin, destacando o importante papel da memória como principal elemento formativo das esferas individual e coletiva. Pensamos que há no pensamento do filósofo berlinen se uma nova configuração da sensibilidade fornecida pelas grandes metrópoles modernas e pelas figuras de resistência e de limiares, como a criança e o viajante nos textos analisados.
Publicado
2016-02-19
Cómo citar
Silva, P. S. da. (2016). Memória e Educação dos sentidos em Walter Benjamin. Constelaciones. Revista De Teoría Crítica, 6(6), 122-143. Recuperado a partir de http://constelaciones-rtc.net/article/view/856