Teoria Crítica e pesquisa empírica em educação: A escola e a sala de aula

Andreas Gruschka

Resumen


Desde os anos 60, o sucesso da pedagogia crítica pode ser observado na desmontagem das estruturas autoritárias tanto na educação escolar, quanto na educação familiar, portanto, como um ganho para a civilização. Contudo, o que orienta agora o discurso e a prática pedagógica não é o objetivo da emancipação, mas o economicismo que questiona as relações de ensino sob o critério de sua funcionalidade para o sucesso econômico. Porém, esse movimento preparou um terreno fértil para o renascimento da Teoria Crítica aplicada à educação, sendo a análise deste renascimento o objetivo deste artigo. Concluo que a tarefa da pedagogia em si passa a ser questionada e surge um contramovimento que se desenvolve na consciência da perda e da necessidade absoluta do projeto da emancipação cívico através da educação e da formação.

Palabras clave


Teoria Crítica; Pesquisa Empírica; Theodor W. Adorno; Max Horkheimer; Hermenêutica Objetiva

Texto completo:

PDF (Português)

Número de visitas del artículo: 93

Número de descargas: 93

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2014 Andreas Gruschka

URL de la licencia: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/es/legalcode.es

Constelaciones. Revista de Teoría Crítica
ISSN 2172-9506