Revisitando a questão da solidaridade na Teoria Crítica

Douglas Garcia Alves Júnior

Resumen


Este artigo examina três obras da filosofia contemporânea que pensam a solidariedade: Contingência, Ironia e Solidariedade (1989), de Richard Rorty, Luta por reconhecimento (1992), de Axel Honneth, e Consciência moral e agir comunicativo (1983), de Jürgen Habermas. Pretendo apresentar os contornos de uma proposta alternativa sobre a solidariedade a partir da consideração do imbricamento constituinte de mímesis e racionalidade, nos termos desenvolvidos por Theodor W. Adorno. Tratase de pensar o que se poderia chamar deconstituição “estética” da solidariedade para com o interhumano (sociedade), o infrahumano (natureza externa), e o intrahumano (natureza interna). Essa concepção leva a assumir que a razão é constituída pelo mimético, que integra os diversos níveis da solidariedade, reunindo-os em sua dialética histórica.

Palabras clave


Solidariedade; Theodor W. Adorno; Richard Rorty; Jürgen Habermas; Axel Honneth; Natureza; Estética

Texto completo:

PDF (Português)

Número de visitas del artículo: 25

Número de descargas: 10

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2013 Douglas Garcia Alves Júnior

URL de la licencia: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/es/legalcode.es

Constelaciones. Revista de Teoría Crítica
ISSN 2172-9506