A filosofia na perspectiva da obra de Theodor Adorno: Experiência e conceito na Dialética Negativa

Belkis Souza Bandeira, Avelino da Rosa Oliveira

Resumen


Este trabalho faz uma revisão acerca da concepção de filosofia na perspectiva da obra de Theodor W. Adorno, a qual enfatiza o poder da teoria como uma crítica social na forma das categorias filosóficas, portanto teoria do conhecimento e teoria da sociedade estão entrelaçadas. A teoria faz parte de um processo social no mesmo movimento em que se constitui como sua reflexão. Sua verdade não se encontra fora do mundo, mas em sua negatividade, compõe-se na cena da história. A filosofia, assim, não pode mais dispor da totalidade como seu objeto, nem o conceito pode reduzir a multiplicidade do real às categorias do pensamento, mas sim manter a tensão dialética entre o pensamento e o real, possibilitando sua permanente reinvenção, reescrita, mobilizada pelo seu outro, que lhe é heterogêneo. Propõe uma racionalidade que deverá manter a diferença dos objetos e não cair num conhecimento abstrato, comum ao pensamento da identidade, mas sim o reconhecimento da dialética sujeito-objeto, na qual o sujeito não subordina o objeto identificando-o com um conceito universal, mas se entrega à natureza deste, salvando sua própria diferença, como reconhecimento da mútua mediação entre as partes em que o significado não foi definido de antemão, mas está aberto no que Adorno chama de Constelação própria do objeto.

Palabras clave


Dialética Negativa; Theodor Adorno; Filosofia; Conceito; experiência

Texto completo:

PDF (Português)

Número de visitas del artículo: 63

Número de descargas: 115

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


Copyright (c) 2014 Belkis Souza Bandeira

URL de la licencia: http://creativecommons.org/licenses/by-nc/3.0/es/legalcode.es

Constelaciones. Revista de Teoría Crítica
ISSN 2172-9506