A filosofia na perspectiva da obra de Theodor Adorno: Experiência e conceito na Dialética Negativa

  • Belkis Souza Bandeira Universidade Federal de Santa Catarina
  • Avelino da Rosa Oliveira Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul

Resumen

Este trabalho faz uma revisão acerca da concepção de filosofia na perspectiva da obra de Theodor W. Adorno, a qual enfatiza o poder da teoria como uma crítica social na forma das categorias filosóficas, portanto teoria do conhecimento e teoria da sociedade estão entrelaçadas. A teoria faz parte de um processo social no mesmo movimento em que se constitui como sua reflexão. Sua verdade não se encontra fora do mundo, mas em sua negatividade, compõe-se na cena da história. A filosofia, assim, não pode mais dispor da totalidade como seu objeto, nem o conceito pode reduzir a multiplicidade do real às categorias do pensamento, mas sim manter a tensão dialética entre o pensamento e o real, possibilitando sua permanente reinvenção, reescrita, mobilizada pelo seu outro, que lhe é heterogêneo. Propõe uma racionalidade que deverá manter a diferença dos objetos e não cair num conhecimento abstrato, comum ao pensamento da identidade, mas sim o reconhecimento da dialética sujeito-objeto, na qual o sujeito não subordina o objeto identificando-o com um conceito universal, mas se entrega à natureza deste, salvando sua própria diferença, como reconhecimento da mútua mediação entre as partes em que o significado não foi definido de antemão, mas está aberto no que Adorno chama de Constelação própria do objeto.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.
Publicado
2016-02-19
Cómo citar
Bandeira, B. S., & Oliveira, A. da R. (2016). A filosofia na perspectiva da obra de Theodor Adorno: Experiência e conceito na Dialética Negativa. Constelaciones. Revista De Teoría Crítica, 6(6), 340-354. Recuperado a partir de http://constelaciones-rtc.net/article/view/873